FILTRE SUAS NOTÍCIAS POR DEPARTAMENTO

Usinas híbridas vão participar do leilão A-4 de abril

voltar
usinas-hibridas-vao-participar-do-leilao-a4-de-abril
Foto: Divulgação
Já no próximo leilão de energia A-4 de abril, pelo menos duas usinas de biomassa de bagaço de cana utilizarão a chamada tecnologia híbrida, que agrega gás natural para aumentar o rendimento da cogeração de energia. A informação é de Walter Piazza Júnior, diretor presidente da GasBrasiliano, concessionária de distribuição de gás canalizado do noroeste paulista.
 
Segundo ele, as duas usinas, na área de concessão da GasBrasiliano, que por questão de confidencialidade não podem ter os nomes revelados, passaram nos últimos dois anos por estudos financiados pela distribuidora para atestar a viabilidade da tecnologia. Além das duas usinas, que trabalham intensamente para participar dos leilões de energia com a tecnologia, mais quatro outras testaram o conceito híbrido.
 
Por meio de patentes do pesquisador Sérgio Guerreiro Ribeiro, do WTERT Brasil, o gás natural, em proporção máxima de 20%, é inserido no ciclo de vapor produzido pela biomassa, dobrando a energia excedente gerada pelas turbinas das usinas.
 
“A energia do gás aumenta a temperatura do vapor e consequentemente sua capacidade de produzir energia mecânica na turbina”, diz. O gás natural é adicionado em projetos específicos para cada usina, em configurações de superaquecimento do vapor externo à caldeira de biomassa. “São projetos engenheirados com custo similar ao retrofit de uma usina”, completa Piazza.
 
Além disso, de acordo com o executivo, a usina híbrida demanda menor moagem de cana, o que pode estender a geração de energia ao longo do ano. Pelos testes realizados nas usinas, as híbridas conseguem gerar 113 kWh por tonelada de cana processada, contra 61 kWh/t das convencionais.
 
Ainda segundo Piazza, mais cinco usinas começarão a realizar testes com o gás natural, todas na área de concessão da GasBrasiliano. “Nosso interesse não é só vender mais gás, mas ampliar a rede, o que é uma das condições da concessão”, diz.


Fonte: Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Energia e Mineração / Brasil Energia

  • Imprima
    essa Notícia
  • Faça um
    Comentário
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Newsletter

Receba as novidades no seu e-mail.