FILTRE SUAS NOTÍCIAS POR DEPARTAMENTO

Laboratórios do Brasil e do exterior se reúnem no IAC nesta terça, 12

voltar
laboratorios-do-brasil-e-do-exterior-se-reunem-no-iac-nesta-terca12
Foto: Internet
A 35ª Reunião Anual do Ensaio de Proficiência IAC para Laboratórios de Análise de Solo para fins Agrícolas, será realizada pelo Instituto Agronômico (IAC), nesta terça-feira, 12 de fevereiro de 2019, das 8h às 17h, na sede do Instituto, em Campinas. O evento reúne representantes dos laboratórios que contam com o método de análise desenvolvido pelo IAC, da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo. Para receber o selo de qualidade do Instituto, os laboratórios enviam suas análises periodicamente ao IAC para verificação dos resultados e garantia de precisão.
 
"Esta é uma atividade importante do Instituto Agronômico, pois visa dar suporte a laboratórios públicos e privados em atuação no Brasil, para que atendam com qualidade os milhões de agricultores que utilizam todos os anos os serviços de análise do solo", afirma o pesquisador do IAC, Heitor Cantarella.
 
O programa teve início em 1984, quando atendia apenas quatro laboratórios do Estado de São Paulo. Em 2018, 136 laboratórios de 13 estados brasileiros, além de Angola, Paraguai, Uruguai e Costa Rica, participaram do programa de proficiência, que tem adesão voluntária.
Com essa atividade, o Instituto contribui para a capacitação dos laboratórios e, consequentemente, para que os agricultores possam se basear em análises de solos precisas, alcançando, assim, melhores resultados em suas lavouras.
 
Segundo o pesquisador, a análise de solo — o exame químico mais usado na agricultura no mundo todo — tem várias utilidades. A mais relevante delas, do ponto de vista prático, é seu uso para estabelecer a correção de acidez do solo e a adubação das culturas. "Calcários, para corrigir a acidez do solo, e fertilizantes, para suprir as plantas dos nutrientes necessários, representam, em média, de 20% a 30% do custo de produção das lavouras", diz o pesquisador. O retorno da adoção da técnica é alto e o investimento em análises é baixo. Cada amostra da análise custa cerca de R$ 40,00.
 
Baseado em critérios técnicos, a partir do diagnóstico da fertilidade do solo, o uso da análise proporciona o aumento da produtividade, além de viabilizar o emprego dos corretivos e fertilizantes necessários e nas dosagens corretas. "Com isso o agricultor tem melhor retorno econômico e evita desperdícios de insumos que, ocasionalmente, podem afetar negativamente o ambiente", avalia Cantarella.
 
SERVIÇO
35ª Reunião Anual do Ensaio de Proficiência IAC para Laboratórios de Análise de Solo para fins Agrícolas
Data: 12 de fevereiro de 2019
Horário: 8h às 17h
Local: Anfiteatro "Otávio Tisselli Filho", na sede do IAC. Avenida Barão de Itapura, 1481, Guanabara, Campinas, São Paulo.
 


Fonte: SECRETARIA DE AGRICULTURA E ABASTECIMENTO DO ESTADO DE SÃO PAULO / AGÊNCIA PAULISTA DE TECNOLOGIA DOS AGRONEGÓCIOS INSTITUTO AGRONÔMICO

  • Imprima
    essa Notícia
  • Faça um
    Comentário
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Newsletter

Receba as novidades no seu e-mail.