FILTRE SUAS NOTÍCIAS POR DEPARTAMENTO

Eleva anuncia superdrone a combustão com foco na agricultura de precisão durante a Agrishow 2018

voltar
eleva-anuncia-superdrone-a-combustao-com-foco-na-agricultura-de-precisao-durante-a-agrishow2018
Superdrone Eleva Spray 150. Foto: Divulgação
Na esteira do sucesso da Agrishow 2018, a Eleva atraiu grande interesse e contabilizou centenas de contatos, de diversas regiões do país e até do exterior, a fim de firmar parcerias e negócios dentro do mercado agrícola. O protótipo da startup que desenvolve, fabrica e passa a comercializar soluções para o mercado aeronáutico, em especial VANTs – veículos aéreos não tripulados –, é o superdrone Eleva Spray 150, que pesa 150kg e tem capacidade de estocar até 80l de insumo por operação de pulverização de lavouras, com desempenho para aplicação de, ao menos, 20 hectares por hora, durante as 24h do dia. O projeto de agricultura de precisão está sob o comando dos fundadores da Eleva, Celso Faria de Souza, Luciano Castro e Norberto Maraschin Filho, oriundos do ITA, que viram no mercado de VANTs a oportunidade de empreender.
 
A Agrishow 2018 representou um marco importante na história do novo empreendimento, cujos esforços estão concentrados no Amazonas, já que o projeto Eleva Spray é financiado com verba de Pesquisa & Desenvolvimento na Zona Franca de Manaus e realizado em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Tecnológico (INDT), sob a supervisão da SUFRAMA. “O público foi crescendo exponencialmente à medida que o potencial comprador e mesmo os outros expositores ficaram sabendo que estava exposto um superdrone, o maior do Brasil, o nosso Eleva Spray 150. Por vezes, nosso espaço estava completamente tomado por entusiastas e por representantes de empresas e instituições ávidas por identificarem oportunidades de trabalhar junto com a Eleva, o que deixa todo o nosso time bastante entusiasmado para os próximos passos que virão a partir de agora”, destaca o diretor-executivo da Eleva, Luciano Castro. Para o profissional, as interações foram muito ricas com produtores rurais, distribuidores de implementos agrícolas, grandes fabricantes de máquinas e operadores aeroagrícolas, além de potenciais parceiros do segmento de governo, de universidades e de centros de pesquisas.
 
“Interagimos com dezenas de potenciais investidores. Agora, após a feira, a Eleva se lança no mercado em busca de uma nova rodada de investimentos para conversão do protótipo num produto comercializável, para industrialização e comercialização do Eleva Spray, além de focar em buscar as certificações necessárias para operação, como de ANAC e ANATEL, por exemplo”, completa Castro. O intuito da Eleva é entrar em diversos segmentos de negócio em um futuro breve, adaptando o VANT para além da agricultura, com missões relacionadas à segurança pública e à inspeção de linhas de transmissão de energia, por exemplo. Castro aproveitou a oportunidade para detalhar o compromisso e a responsabilidade da Eleva com o mercado. “O naming Eleva significa fazer subir, levantar, enaltecer, engrandecer, e visa reforçar o compromisso assumido pelo nosso time de entregar soluções que elevem o desempenho dos mercados em que atua, assim como os seus resultados, executando tarefas com maior precisão e otimização de custos”, reforça o diretor-executivo, completando que a Agrishow, sem dúvida, contribuiu para aproximar a empresa de seus objetivos.
 
O SUPERDRONE
Medindo 5m de largura e com barra de pulverização de 6m, o superdrone Eleva Spray 150 está em processo de desenvolvimento final para comercialização a partir de 2019 no Brasil e em mercados globais com características semelhantes às grandes áreas de produção rural, como os Estados Unidos, Argentina e Austrália. “Uma vantagem da Eleva é que a legislação brasileira para uso de VANTs é baseada na europeia, que é a mais restritiva mundialmente. Portanto, as certificações no Brasil vão garantir que o equipamento esteja preparado para passar nos testes no exterior também. Essa é a principal premissa para ganharmos escala com agilidade”, comenta o diretor técnico da Eleva, Celso Faria de Souza. O sistema é composto, basicamente, pelo VANT e estação de controle, a GS – Ground Station, além de pessoal técnico responsável pela operação em dois modos: pilotagem manual e automatizada. Dentre os atributos que diferenciam o Eleva Spray 150 está a possibilidade de o equipamento ser utilizado à noite, quando algumas condições estão mais favoráveis à pulverização: maior umidade, menor temperatura, menos ventos e maior facilidade da planta em absorver os defensivos sistêmicos, entre outros.
 
Adicionalmente, há diversas pragas com comportamento noturno, tornando este tipo de pulverização mais efetiva e menos danosa à natureza e animais, como as abelhas. Junto com a operação no Baixo Volume (BV) ou Ultra Baixo Volume (UBV) e o efeito downwash, que impulsiona para baixo os defensivos, há enormes possibilidades de economia de insumos, gerando ganhos estratégicos para o agricultor, além de mais segurança operacional.
 


Fonte: Mecânica de Comunicação por Eleva

  • Imprima
    essa Notícia
  • Faça um
    Comentário
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Newsletter

Receba as novidades no seu e-mail.