FILTRE SUAS NOTÍCIAS POR DEPARTAMENTO

Cooperativas mostram força e representatividade na AgroBrasília 2018

voltar
cooperativas-mostram-forca-e-representatividade-na-agrobrasilia2018
Foto: Divulgação
O cooperativismo está mais presente na vida dos brasileiros do que eles imaginam. Para se ter uma ideia, uma em cada cinco pessoas está ligada a uma cooperativa, e cerca de 50% de tudo que é produzido nos campos do país passa por mãos cooperativistas. Aliás, as cooperativas agropecuárias faturaram, em 2017, cerca de R$ 200 bilhões.
 
Esses resultados são consequência de um processo constante de aperfeiçoamento de suas práticas de gestão, dos investimentos em capacitação e da busca por novas tecnologias para melhorar a vida do produtor. O Ramo Agropecuário é um dos 13 setores econômicos que fazem parte do cooperativismo e, segundo a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), sua representatividade é substancial: são 1,5 mil cooperativas e mais de um milhão de cooperados, sempre de olho no que há de mais moderno.
 
Por falar nisso, as novas tecnologias e o seu impacto no campo estarão entre os principais temas discutidos a 11ª edição da Agrobrasília, que ocorrerá de 15 a 19 de maio, e que contará com espaço para workshops, seminário e expositores, apresentando oportunidades de negócios, acesso a inovações e conhecimento.
 
A OCB estará presente no evento reforçando o movimento SomosCoop, que tem como principal objetivo conectar cooperativas e cooperados em torno de uma única causa, e mostrando que é possível transformar o mundo em um lugar mais justo, feliz, equilibrado e com melhores oportunidades para todos.
 
Além disso, no dia 18, a OCB mostrará a força das mulheres à frente do movimento no painel “Preparando as mulheres para maior participação no quadro social das cooperativas” – com a participação de Divani de Souza, analista de desenvolvimento Social do Sescoop.
O movimento cooperativista é representado oficialmente no país pelo Sistema OCB, com suas três entidades: Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Confederação Nacional das Cooperativas (CNCoop) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop).
 
O sistema conta com uma unidade nacional e 27 estaduais – localizadas nas capitais de cada estado e, também, no Distrito Federal. Seu papel é trabalhar pelo fortalecimento do cooperativismo no Brasil. A soma de todas essas forças tem um importante objetivo comum: potencializar a presença do setor na economia e na sociedade brasileira.
 
Números da feira
Grandes eventos também estarão em pauta: é o caso do primeiro encontro de mulheres do agronegócio e do cooperativismo, que reunirá mulheres que fazem parte dos setores. Além disso, um seminário voltado à fruticultura irrigada apresentará o potencial produtivo da região do Planalto Central no que concerne a esse tipo de produção.
 
Em 2018, serão 440 expositores. Em relação ao público visitante, estima-se que 100 mil pessoas passem pela AgroBrasília durante os cinco dias de evento, gerando um montante de R$ 850 milhões em volume de negócios.


Fonte: In Press Porter Novelli

  • Imprima
    essa Notícia
  • Faça um
    Comentário
  • Envie para
    um amigo
  • Compartilhar
    o conteúdo
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Newsletter

Receba as novidades no seu e-mail.